Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Marcos Benassi

    JNDJDIHDIUDUISBSNMXCIOIOS 98876544321 Caros moderadores, hoje rolou uma comida de bola forte, hein? Faz dez horas (!) que mandei refer√™ncias bibliogr√°ficas referentes ao artigo da Lygia, e nada de ser liberado o coment√°rio. De vez em quando, eu noto demora, mas passou da conta. O leitorado que poderia se beneficiar, dan√ßou. T√ī fazendo o servi√ßo da articulista, e ainda assim n√£o vai. Pegou mal!

    Responda
  2. IVAN MATHIAS FILHO

    Para começar, deveríamos parar com esse pedantismo bobo de "coffee break", "budget", "bullying" e "homeschooling". Que tal usar palavras do idioma de Fernando Pessoa e Machado de Assis?

    Responda
  3. Mario Rudolf

    Carl Gustav Jung escreveu que a escola √© um est√°gio necess√°rio da nossa personaliza√ß√£o. Os professores, colegas e agentes escolares v√£o proporcionando a personaliza√ß√£o do educando. Fazendo que ele ou ela se torne adulto. Escola n√£o √© s√≥ produtora de conte√ļdo.

    Responda
    1. DAVIDSON PISMEL CONDE

      a escola é produtora de seres sociais participativos solidarios e com senso de responsabilidade alem do proprio umbigo - mais uma importaçao do way of life de um pais em gritante fase de decadencia civilizatoria e processo agudo de autofagia

    2. Jove Bernardes

      Pois √©, eu preciso s√≥ de dados objetivos que confirmem isso, porque penso a mesma coisa. De tudo que a escola pode proporcionar, conte√ļdo √© o que me parece menos importante. N√£o me parece haver o que substitua esse primeiro e cont√≠nuo contato com a vida social, meio externo, conviv√™ncia com outras crian√ßas, outros adultos, regras, limites, liberdades.

  4. Marcos Benassi

    123 Pessoal da moderação, solta meu comentário de cinco horas atrás, por gentileza, contém as referências bibliográficas que vários colegas leitores pediram, sim? Obrigado!

    Responda
  5. NELSON BEZERRA BARBOSA NELSON BARBOSA

    Extrapolar resultados de pesquisas feitas nos EUA para concluir pelo impacto positivo do homescooling para o caso brasileiro é forçar a barra. Os contextos relacionados a renda, escolaridade dos pais, acesso a bens e produtos culturais são elementos que devem pesar na hora da escolha. Além disso, há que se observar o caráter de complementariedade entre os ambientes, não a substituição de um pelo outro.

    Responda
    1. DAVIDSON PISMEL CONDE

      perfeito e conciso comentario ,Nelson mas é reverberaçao dessa adoraçao que nos abunda pelos usos e costumes dos eua um pais em claro processo de decadencia civilizatoria

    2. Marcos Benassi

      Coment√°rio mais ponderado do dia! Grato!

  6. José Cardoso

    Está certíssima a colunista. Não é uma questão relevante, e não contribui para melhorar nossa educação. Como diz o ditado: 'o que não é necessário modificar, é necessário não modificar'.

    Responda
  7. ROBERTO CEZAR BIANCHINI

    "Diversas pesquisas no exterior mostram que alunos da educação domiciliar passam nos testes de aprendizagem até com notas maiores que alunos que tiveram formação escolar". Seria interessante a colunista precisa dizer também qual a renda e todo o contexto dos citados alunos, ou é argumento do tipo, "porque eu acho que é assim".

    Responda
  8. Matheus Lourenço

    Precisa ter miolo mole para acreditar que o homeschooling daria certo no Brasil, pa√≠s que ali√°s n√£o possui essa tradi√ß√£o e que, no geral, tem pouqu√≠ssimo apre√ßo pela educa√ß√£o de qualidade. Pelo contr√°rio: muitas de nossas crian√ßas sofrem com o trabalho e a explora√ß√£o infantil. Mas nossos Talebans n√£o descansar√£o enquanto a barb√°rie n√£o for institucionalizada: fundamentalistas religiosos, ped√≥filos, pol√≠ticos populistas e abusadores/ignorantes em geral ser√£o os √ļnicos beneficiados com a medida

    Responda
  9. Marcelo Silva Ribeiro

    Fazer o tal homeschoooling (mais um anglicismo para o nosso vocabul√°rio) em um Estado pobre como Alagoas, em que um contingente enorme de crian√ßas tem na merenda escolar a √ļnica refei√ß√£o di√°ria digna, sem acesso √† internet, n√£o raro sem celular, √© um projeto arquitetado para manter grande parte da nossa juventude imersa na ignor√Ęncia, na exclus√£o e fomentar ainda mais a iniquidade. As tais pesquisas citadas no artigo certamente desconhecem a realidade nos grot√Ķes do Brasil profundo.

    Responda
  10. Mario Luiz Frungillo

    Com o previs√≠vel padr√£o de qualidade tabajara com que a coisa deve ser implantada no Brasil, os egressos do home schoolling logo o rebatizar√£o de √īmi xulingue.

    Responda
    1. Marcos Benassi

      √Č o ingreis da conja do Rusband! Hahahahah!

  11. Amarildo Caetano

     no minimo estranho dizer que alunos que aprendem em casa tm maior socializa√ß√£o .Tenho minhas d√ļvidas ,gostaria de conhecer tais pesquisas ,pois a colunicita n√£o as citou .

    Responda
  12. Ana Martinez

    Para qualquer um com bom senso, levar√° ao desmantelamento da escola p√ļblica - como j√° vemos em outras a√ß√Ķes desse desgoverno - e aumento de casos de pedofilia - e de viol√™ncia em geral. Al√©m disso, escola √© lugar de socializa√ß√£o e conviv√™ncia com TODOS. Isso significa os que pensam do mesmo jeito ou de forma diferente, uma pluralidade que representa o mundo como ele √©. Ali√°s, aprendizagem real, e n√£o a mera repeti√ß√£o de conte√ļdos, d√°-se na troca de experi√™ncias, viv√™ncias e pontos de vista.

    Responda
  13. Carlos Maurício

    Como outros abaixo, gostaria de saber onde posso acessar essas pesquisas

    Responda
    1. Marcos Benassi

      Caro Paul, mandei as refer√™ncias, que ainda est√£o sofrendo interrogat√≥rio n√≥s por√Ķes da folha. Quando for comprovada sua inoc√™ncia, devem aparecer por aqui. O pesquisador √© muito focado no tema, publica comedidamente e numa s√≥ revista, o que n√£o quer dizer nada al√©m de que ele n√£o faz o jogo habitual da "alta performance". Enfim, vamos l√™-lo de olhos abertos. Bom proveito!

  14. José Francisco dos Passos Neto

    Assim como o Arthur comentou, seria interessante a escriba publicizar as citadas pesquisas, bem como os países em que foram realizadas.

    Responda
  15. ARTHUR AUGUSTO DA C CARVALHO

    Gostaria de ter acesso a essas pesquisas citadas pela articulista. Em que países elas foram realizadas?

    Responda
  16. ARTHUR AUGUSTO DA C CARVALHO

    Gostaria de ter acesso a essas pesquisas citadas pela articulista. Em que países elas foram realizadas?

    Responda
  17. Marcos Benassi

    Interessante voc√™ fazer esse contraponto, cara Lygia. Eu n√£o conhe√ßo nem os estudos a favor, nem os contra; isso posto, objeto veementemente contra por conta da origem: um grupo que se op√Ķe, constantemente, a valores civilizat√≥rios ora b√°sicos (nem sempre todos estes o foram): aceita√ß√£o do diverso, prote√ß√£o ambiental, prote√ß√£o social ampla e democr√°tica etc. Percebo como a licen√ßa para o cultivo de seus opostos. E, ademais, tem contradit√≥ria origem no seio neopentecostal, dito "exclu√≠do". Ora...

    Responda
  18. Marcia Giupatto

    Como gosto de ouvir posi√ß√Ķes contr√°rias √†s minhas, detive-me com aten√ß√£o √† leitura. Decepcionada. De acordo com o projeto aprovado, quem vai fiscalizar o homeschooling, em bom portugu√™s, o ensino domiciliar √© um tutor de uma escola. Em um pa√≠s cujo indicador de esfor√ßo docente √© um dos + complexos dos pa√≠ses latinos, estando mto aqu√©m dos pa√≠ses da OCDE ter um professor acompanhando ensino domiciliar √© um custo gigante para os cofres p√ļblicos. H√° mtos argumentos, mas o espa√ßo do leitor √© limitad

    Responda
    1. Marcos Benassi

      Caro Marcia, t√ī enviando algumas refer√™ncias aos colegas que questionaram a articulista, e achei que voc√™ poderia estar na categoria de gente curiosa. Primeiro, a p√°gina do pesquisador:L√° tem um link "publications", que tem meia-duzia de refer√™ncias. https://www.stetson.edu/other/faculty/richard-medlin.php Esse daqui √© o artigo mais recente - e ainda assim, "velho" - do fulano https://www.stetson.edu/artsci/psychology/media/medlin-socialization-2013.pdf

  19. LUIZ FERNANDO SCHMIDT

    Ah! Esse pessoal do "homeschooling" é mesmo muito avançado e visionário. Já estão treinando as crianças para o "home office".

    Responda
    1. Marcos Benassi

      Sei n√£o, Luiz: t√° mais com cara de "Cage office". Eles do lado de fora. N√£o tenho a menor confian√ßa nas inten√ß√Ķes dos l√≠deres que tocam essas bizarrices... Mas, como piada, foi excelente! Hahahahah!