Comente*

* Apenas para assinantes

comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Cristiano Kock Vitta

    Vampiros e seus CEOS. Enquanto a elite empresarial toma uísque, o pobre é obrigado a engolir pó.

    Responda
  2. Josias Dias Nunes

    Cuidado! Esses empresários só vêem $.

    Responda
  3. Josias Dias Nunes

    Cuidado! Esses empresários só vêem $.

    Responda
  4. Antonio Renato de Andrade

    Se não houver regulação, vão sugar tudo e deixar o explorado povo local à míngua. Lembrem-se o que ocorreu com a Serra Pelada.

    Responda
  5. TEREZINHA RACHID OZORIO DA FONSECA

    Pela entrevista está CEO está se lixando para o meio ambiente, saúde e bem estar das pessoas. O governador saltitando de alegria é mais um antropofágico que pressiona os órgãos ambientais do Estado para liberar geral. É a mentalidade atrasada do empresário brasileiro, que só vê cifrões, o resto não importa pq ele vai morar bem longe de poeira, barragens, e doenças provocadas por empresas com CEOs ávidos em puxar saco de patrões.

    Responda
  6. Florentino Fernandes Junior

    Ihh a turminha do redbanho ja quer melar a slegria do pobre

    Responda
  7. DORIVALDO SALLES OLIVEIRA

    Prestem atenção ao que ocorre com a população do Congo antes de se empolgarem com baterias para carros elétricos e outros que tais.

    Responda
  8. ISAIAS DA SILVA

    Ciclocosmo ou economia?

    Responda
  9. armando moura

    algumas cidades não conseguem usufruir do benefício da industria extrativa mineral. Teria que haver uma imposição legal, através de uma lei federal, de que todo o dinheiro vindo do cfem deve ser utilizado para saude educação e infra estrutura sanitária. Senao vai para bolso de vereadores e deputados estaduais, palacios legislativos e filhos e sobrinhos para estudar de politicos para estudar no exterior e as reservas acabam e a miséria continua.

    Responda