Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Maria Lopes

    Fico pasma com os coment√°rios (inclusive de mulheres) que tentam justificar a impropriedade abusiva do dirigente. Ignoram que h√° uma rela√ß√£o de poder, filmada, multid√Ķes olhando. Ela n√£o gostou e disse isso em privado a colegas. Homens precisam entender de vez que n√£o se beija na boca mulheres, n√£o se toca, como se fossem √≠ntimos quando n√£o o s√£o. N√£o se faz. Ponto.

    Responda
    1. Leonilda Pereira Simoes

      A maioria dos que reduzem a mimimi são homens. Muitos fazem de tudo para justificar o beijo indevido. Não têm irmãs, filhas, namoradas ou se têm, não pensam como elas se sentiriam em uma premiação sendo beijadas sem querer. Não estão nem aí, devem achar que mulheres são coisas. Os comentários masculinos mostram que muitos homens pensam com a mentalidade dos anos 1920, só apontam, culpam, não têm consideração pelas mulheres. Um horror em um país com tantos feminicídios. Assustador.

  2. Raimundo Carvalho

    Se observarmos bem a sequência dos fotogramas dá pra ver tanto o avanço do dirigente, quanto o abraço da jogadora, agarrando-o e não o repelindo. Estão fazendo com esse sujeito o mesmo que fizeram com o Dalai Lama.

    Responda
    1. Leonilda Pereira Simoes

      √Č, foi a subordinada que agarrou o chefe e o beijou na boca. Alguns homens fazem de tudo para culpar a mulher mesmo quando ela √© v√≠tima. Ela n√£o o repeliu, vamos desenhar: era o chefe, ela n√£o esperava e n√£o o jogou no ch√£o nem deu um pontap√© nos pa√≠ses baixos porque era a festa da Espanha, ela estava feliz, ficou sem a√ß√£o. Acontece direto com pessoas abusadas, ficam pasmas pela liberdade que tomam com elas. N√£o culpe a v√≠tima, n√£o seja mis√≥gino, veja o contexto.

    2. Ney Fernando

      "Momentos depois, um beijo na boca, não consentido, estragou o que era para ser apenas festa da Espanha." Beijo não consentido. "Porém o beijo arrancado viralizou nas redes e Hermoso se pronunciou em uma live ainda no vestiário. 'Não gostei', disse." A beijada não gostou do beijo não consentido.

  3. Joao Talayer

    A atleta admitiu que o beijo foi mutuo, pela amizade e admiração entre ambos. Porque não publicam a verdade. Cambiada de hipócritas.

    Responda
    1. Leonilda Pereira Simoes

      A primeira reação dela foi essa porque ficou com medo de ser perseguida pelo chefe da equipe. Não quis ter problemas, estava feliz pela vitória. Depois, viu que não podia aceitar que ficasse por isso mesmo, ele não poderia ter feito o que fez. E resolveu reclamar. Todo mundo reclamou, ela nem poderia ficar no "deixa disso". Amizade não justifica beijar na boca, percebe? Ela mudou de opinião, disse que foi errado. A Federação é hipócrita? Hipocrisia é deixar passar, é machismo e misoginia.

  4. neli faria

    Esse asqueroso faria isso com um atleta homem? Só porque é mulher pode fazer o que quiser? E depois pede desculpa . Por que ele não faz isso com a senhora mamãe. Parabéns para a Seleção espanhola pelo título.

    Responda
  5. Francisco Barbosa

    Espanha, país de racistas e misóginos, esse pulha ficará sem punição.

    Responda
    1. Maria Lopes

      Vc conhece a Espanha? Eu conheço. Ha misóginos, machistas e racistas. Lá não há a quantidade de lares chefiadas por mulheres porque os pais de seus filhos os abandonaram. Olhe os indicadores sociais. Xenofobia? Aqui, um país de imigrantes, pouca imigração, ignora, quando não maltrata, os que chegam de fora. Generalizar, deveria saber, é errado por regras elementares de lógica.

  6. Maria Isabel Castro Lima

    Rubiales teria beijado Neymar ou Luisito na boca? Agressor sexual, é esse o nome de quem faz isso.

    Responda
  7. CARLOS BECKER

    Se acham superiores, por serem 'europeus', mas muitos espanhóis são "unos buestas", tais como esse dirigente imbecil.

    Responda
  8. DANIELA FRANCO

    Eu tava vendo a cerimonia de premiacao ao vivo e me chamou demais a atencao este homem que abracava, levantava as jogadoras e beijava TODAS, ninguem mais fazia isso naquele podio, eu achei que ele tava exagerando demais na agarracao das jogadoras (se fossem homens com certeza ele nao abracaria e beijaria desta maneira). Tbem achei estranho que os/as comentaristas e/ou narradoras nao comentavam a "efusividade" do individuo, tava estranho e exagerado DEMAIS.

    Responda
  9. Carlos Eduardo de Mello

    Uéé Não são os espanhóis que estão mantendo o Daniel Alves na tranca por assédio ??? O exemplo tem que vir de cima .

    Responda
    1. Leonilda Pereira Simoes

      Não é assédio, é estupro.

  10. marcos fernando dauner

    Agora só falta criarem uma CPI aqui no Brasil e convocarem a rainha da Espanha para prestar esclarecimentos de porque se omitiu e não censurou o tal do beijoqueiro .

    Responda
    1. Leonilda Pereira Simoes

      Só falta achar que tudo é mimimi e que a punição dele foi forte demais. Só falta fazer piada com abusos contra mulheres. Só falta achar normal o feminicídio. Só falta achar que mulheres estão ali para aquilo mesmo. Só falta deixar de ser misógino, machista e de querer fazer piada com o sofrimento alheio. Só falta crescer como ser humano. Só falta mesmo crescer e entender todos como seres humanos e respeitar, não fazer "gracinha".

  11. Maria Lopes

    Não é verdade que seja comum na Espanha. Não na boca. Foi mesmo machismo asquero/so.

    Responda
  12. Galdino Formiga

    Cr√īnica exagerada. Escreva sobre o brilhante futebol feminino.

    Responda
    1. Leonilda Pereira Simoes

      Se algu√©m agarrar voc√™, um espanhol como aquele e te der um beij√£o que voc√™ n√£o pediu pode ser que n√£o vai achar nada de mais. Sempre reduzir o ato do agressor n√£o leva a nada. Desrespeito √© terr√≠vel, ainda mais quando vem de uma "autoridade". Quem erra feio, tem impulso que mostra o seu eu real tem mesmo que ser expulso e servir de exemplo. Reduzir o esc√Ęndalo abre a possibilidade de outros idiotas imitarem o gesto por n√£o haver puni√ß√£o. O pr√≥ximo animadinho vai pensar que pode dar ruim.

    2. Hernandez Piras

      Onde est√° o exagero? √Č exagerado n√£o aceitar que um estranho d√™ um beijo na boca de algu√©m? Falo estranho porque o Presidente da Federa√ß√£o n√£o √© "a priori" marido, parente ou amigo das jogadoras. E s√≥ agora, para desviar a aten√ß√£o, falemos do "brilhante futebol feminino"...

  13. ester lima

    nem o numero da camisa da jogadora voces acertam. Impressionante! a jogadora j√° disse que tudo bem, foi no calor da comemora√ß√£o e n√£o se importou. A m√£e dela tamb√©m . No Brasil querem fazer esc√Ęndalo. O cara abra√ßou e beijou todas as jogadoras!! menos, gente!

    Responda
    1. Leonilda Pereira Simoes

      O esc√Ęndalo n√£o √© s√≥ no Brasil. Ele foi afastado, n√£o pode se aproximar mais da mo√ßa, a justi√ßa julgou abuso. N√£o √© mimimi. Menos, n√£o! Desenhando: ela n√£o reclamou nem socou ele na hora pois n√£o esperava o que houve, estava feliz demais. Depois, viu que foi errado e disse que n√£o gostou. Culpar a v√≠tima √© o fim da picada. ainda mais uma mulher culpar a outra. Ele n√£o beijaria um rapaz na boca, mas agarrou uma mo√ßa sem se preocupar. Em outro ambiente ele poderia ir al√©m na anima√ß√£o.

    2. Ney Fernando

      Abraçou, ergueu do chão e beijou todas as jogadoras. Aparentemente, ele beijou só uma delas na boca. A beijada se importou, pois disse que "não gostou". O "tudo bem" só veio depois, provavelmente porque ela tinha que livrar a cara do dirigente assediador para não se prejudicar.

    3. GLAUBER SERGIO DE OLIVEIRA

      Supervalorização de fato banal. Puro Mimimi. A moça se queixou e saiu pra comemorar. Outros sem ter o que fazer vão analisar, investigar, polemizar. Chato muito chato essa política do tudo correto.

    4. Maria Lopes

      Ela se importou, sim. Leia de novo. Não é comum na Espanha, de nenhum modo.

    5. Hernandez Piras

      Não, ele não beijou todas as jogadoras na boca. E chefe não deve se permitir tais liberdades por motivos óbvios: porque é muito difícil reclamar de chefe; corre-se riscos; todos sabem disso.

  14. Christian Baines

    Uma correção: no Brasil, durante a transmissão na TV aberta, o assunto foi, sim, comentado, com espanto.

    Responda