Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. JOSE CAMPOS

    Pra que tanto amargor! Esse tipo de texto n√£o agrega nada.

    Responda
    1. JOSE CAMPOS

      Fiz 11 cirurgias no fêmur, usei ilizarov por 2 anos e meio e demorei 6 anos para me recuperar por conta de um acidente. Nem por isso espalho amargor por aí. Mesmo porque a pessoa pode ir de carro guiado por quem não bebe.

    2. Léo Azevedo

      Tu n√£o entende o amargor porque n√£o deve ter tido nenhum conhecido v√≠tima de acidente de tr√Ęnsito. Incr√≠vel tua falta de empatia. O que n√£o agrega nada de positivo eh um evento desses. Fala s√©rio.

    3. JOSE CAMPOS

      Pedalo e pedalo muito, mas acho que agredir nunca é a solução. Já encontrei vários motoristas como o Arthur Camel mas já vi muito ciclista sem noção também.

    4. Silverio Nery

      Pelo visto, vc n√£o pedala. Tente!

    5. Artur Carmel

      Tomara que um carro, com um b√™bado ao volante, d√™ uma triscada no seu pedal e que vc caia a 20m de dist√Ęncia e o motorista saia fora. Seu reacion√°rio.

  2. ROBERTO GENERALI BURGESS

    Já eu, adoro dar uma volta boa de bicicleta e de tomar uma cervejinha gelada no final. Ainda bem que o parque é de todos e não só dos cicloativistas.

    Responda
    1. Silverio Nery

      Eu também, mas concordo integralmente com o artigo. Uma coisa não tem nada a ver com a outra

  3. RODRIGO LUIZ BARBOSA

    Disse tudo! Parabéns. Cadê a ciclovia da avenida Carlos Caldeira Filho, no Campo Limpo, zona sul, sr prefeito? Recapeou pra carro e nada pra bike! Sem vergonha!

    Responda