Comente*

* Apenas para assinantes

comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Josue Oliveira

    Essa diáspora de brasileiros aconteceu com Collor, com FHC e se repetiu com Bolsonaro. Mas com ministro defendendo a carteira verde-e-amarela, o fim do FGTS, das férias, do aviso, do ticket restaurante, diminuiu a hora de almoço para meia hora... E ainda tem gente que defende esses...

    Responda
  2. ciro lauschner

    Estive em Luxemburgo e quase todos os atendentes de bares e lanchonetes eram portugueses e me disseram que ganhavam mais que o dobro que em Portugal por esse mesmo serviço.Portugal não é nenhum filé mignon para querer se achar superior.

    Responda
  3. HERBERT LUIZ BRAGA FERREIRA

    A língua portuguesa é a sexta língua do.mundo em número de falantes, isso graças ao Brasil. Excluindo as mazelas do lado mau de nossa formação histórica e social, nós temos recursos imensos, que poucos países no.mundo têm. Construímos, ao longo de quinhentos uma cultura orginal e rica, expressão da alma de um povo. Por que insistimos em nos depreciar da forma como vejo em certos comentários aqui?

    Responda
    1. Vitor Heisenberg

      Tirando Saramago pelo conjunto da obra. O restante da Língua Portuguesa e países lusófonos são folclore barato para inglês ver.

  4. Vitor Heisenberg

    Os tugas ainda sonham com o Sebastianismo. Esperam a volta de Dom Sebastião em uma nau. Mas o que conseguem é ter em suas terras brasileiros mulas mancas, gente sem noção e ignorantes. Poucos conhecem a Língua Portuguesa e partem para lá falando gírias e escrendo probrema e diversos ataques à fina flor do Lacio.

    Responda
    1. Maria Pirlin

      Preconceito e ignorância. Além de Saramago há tantos outros. Sem esquecer Fernando Pessoa (vc já ouviu falar, suponho). E Angola é Nocambique têm literatura vibrante e original.

    2. Eduardo Rocha

      Que comentário sem noção e ignorante. Se eles tem o sebastianismo, aqui há o viralatismo.

  5. Vinicius Branco

    O pior eh que no Brasil eh a mesma coisa. Não existe respeito algum as filas, ao silencio e as regras de boa convivência. Depois querem exportar esses mais hábitos para o exterior, e quando sao criticados os chamam de fascistas.

    Responda
    1. Samuel Pacheco

      É, aqui até a escrita é agredida nos comentários.

  6. Aleksander Hada Ribeiro

    Sem imigração Portugal vai desaparecer? Tchau e benção

    Responda
  7. Petrônio Alves Corrêa Filho

    Apesar disso tudo, a mídia e o governo continuam a puxar o saco de Portugal, chamando-o de "País Irmão". O Complexo de Vira Latas ainda popula entre nós.

    Responda
  8. Galdino Formiga

    O imigrante brasileiro desempregado procura a Europa, via Portugal.

    Responda
  9. Alberto Henrique

    Talvez eles estejam de saco cheio de brasileiros barulhentos.

    Responda
  10. Samuel Pacheco

    O passado do Pequeno Portugal deveria ser irrelevante nessa história. Portugal precisa de imigrantes e brasileiros são o mais próximo da cultura deles que eles vão encontrar. Mas sintam-se a vontade para importar árabes-muçulmanos como a França, Alemanha, e Inglaterra, e aproveita para dar uma olhada como eles estão indo kkkkkk

    Responda
    1. Samuel Pacheco

      Se você chama aquilo de "fluxo migratório", tudo bem, mas me parece mais uma invasão bárbara.

    2. Maria de Felipe Martinez

      A Inglaterra, a Alemanha e muito especialmente a França invadiram, colonizaram e exploraram países de maioria muçulmana. Normal que o contra fluxo migratório seja maioritariamente de muçulmanos.

  11. José Cardoso

    Não vi esse problema quando estive lá esse ano. O que talvez aconteça é que desentendimentos pessoais, quando uma das partes é imigrante, pode resvalar para ofensas nesse sentido.

    Responda
    1. Mário Sérgio Mesquita Monsores

      Foi p turistar ou por emprego ? Existem diferenças

  12. Wirben Márcio Lages Ferreira

    Triste ler nos comentários um viés xenofóbico também! Muito triste!

    Responda
  13. marcos fernando dauner

    Colocar um milhão de brasileiros desempregados num país gigantesco como os EUA, é possível ; mas fazê-lo no minúsculo Portugal, é impossível .

    Responda
  14. julio c s barbosa

    o meu contra ponto é que em minha casa não entra nem azeite nem vinho português.

    Responda
    1. Eduardo Rocha

      Isso aí! Vamos combater a xenofobia com mais xenofobia! A bolasa de azeite de Portugal caiu 10% depois do seu comentário.

    2. Galdino Formiga

      Os vinhos e azeites de Portugal são excelentes. Compro e gosto.

    3. marcos fernando dauner

      caro demais . Só vinho chileno .

  15. Gustavo Adolfo Ramos Mello Neto

    Se uma galera inteira vai em massa para um outro país - ou até mesmo para outra cidade - e espera não sofrer ataques xenofóbicos é porque está sonhando. O interessante, nesse caso, seria o patrão, aquele que precisa de mão de obra de estrangeiros, tomar coragem e fazer uma campanha de esclarecimento expondo para a população isso que o articulista argumenta neste texto

    Responda
  16. WELLINGTON SILVA DE MIRANDA

    Tudo tem ponto e contraponto; agora, para Portugal, chegou a hora do contraponto, essência das coisas da vida. Ótimo texto.

    Responda
  17. Dan C

    Passaram 500 anos roubando riquezas naturais, dizimando e escravizando os povos aborígenes e enviando degredados, prostitutas e bandidos para todas as ex-colônias… Agora estão recebendo o “investimento” de volta e com juros… vão reclamar de que afinal?

    Responda
  18. marcelo elias barbosa

    Cont. Recife e Belém recebiam tb muitos "patrícios" DIFERENCIADOS, abrigando bons Hospitais e Clubes Sociais lusos. Casaram-se com brasileiras, no Rio mais com mulheres negras, vistos então como grandes anti-preconceituosos...o caldeirão racial brazuca AINDA tem um enorme número de descendentes lusos, abaixo de italianos e japoneses. Hoje em dia, o fluxo foi revertido e ironicamente contra nós, como vemos nas mídias, inobstante a maioria dos "zocas" ser branca e de classe média. Que ironia

    Responda
  19. Rodrigo Ribeiro

    Chama o Napoleão que eles ficam quietinhos na hora!

    Responda
  20. Sergio Oliveira

    Sou casado com uma portuguesa e sei muito bem a forma de pensar do português, garanto-lhes. Todavia, se soubesse que assim seria não teria tomado tal decisão. Agora estou numa especie de "armadilha lusitana" e não consigo sair.

    Responda
  21. Sergio Oliveira

    1.600 Bilhões em receita ao Serviço Nacional de Saúde português (SNS), arrecadado dos trabalhadores brasileiros que, por aqui, resolveram ficar e trabalhar. Sabe lá o que isso!! Como se diz por aqui, é muito dinheiro que ao logo dos anos vêm salvando a economia portuguesa e garantindo pagamento aos pensionistas.

    Responda
    1. Luis Nascentes

      1,6 bilhões de euros não é o mesmo que 1600 bilhões de euros.

  22. Vinicius Branco

    Brasileiros que vivem em Portugal insistem em não respeitar a cultura e as tradições do pais. Ouvem funk e pancadão no ultimo volume, furam filas, consomem bens nos supermercados sem pagar por eles e sempre procuram uma forma de aplicar o famoso jeitinho. Depois se queixam de ser maltratados.

    Responda
    1. Vinicius Branco

      O pior eh que no Brasil eh a mesma coisa. Não existe respeito algum as filas, ao silencio e as regras de boa convivência. Depois querem exportar esses mais hábitos para o exterior, e quando sao criticados nos chamam de fascistas.

    2. João Melo

      Generalização é a maneira primeira do preconceito e está na essência do fascismo. Depois desumaniza o outro e o elimina.

    3. Claudio Goldman

      Mas... a maioria ?

    4. Jandir Santos Silva

      Vinicius “Branco”

    5. Guilherme Magalhães de Carvalho

      Sua lógica é a mesma linha de raciocínio de que quem em comunidade é bandido. Você pelo jeito deve estar a morar na lapa de Lisboa, né? Todos nós queixamos quando somos mal tratados, você não?

  23. Alberto Bianco

    Quando criaram a UE Portugal fez a besteira de querer se especializar em: Tecnologia da Informação, ora pois, qual o problema disso: tinha um dos menores salários da Europa!, o que aconteceu? Os tuguinhas recebem melhor nos demais países e vão embora, e quem fica em Portugal? Apenas os desleixados, recebedores de pensão, gente buh-rra, e incapazes de trabalhar, qual a solução?, importar mão de obra, qual a resposta dos que ficaram em Portugal = xenofobia, se acham melhores que os demais.

    Responda
  24. Henrique Marinho

    Me recordo que, em minhas primeiras viagens à Suíça e Alemanha, nos anos 80, muitos dos trabalhadores e serviçais eram portugueses. Portugal sempre foi o primo pobre da Europa, até ser salvo pelo dinheiro da União Europeia. Agora o por tuga quer cantar de galo pra cima dos imigrantes. Pat ético.

    Responda
    1. VALMIR CINQUINI

      Portugueses são vistos pelo resto da Europa como europeus de quinta categoria. Já tabalhei com vários e concordo plenamente.

  25. Joao Luiz Coimbra

    Comportamentos xenófobos e racistas, que é um reflexo de desvio de caráter ou baixa inteligência destas pessoas, infelizmente estão presentes em todos os lugares, inclusive no Brasil.

    Responda
    1. Eduardo Rocha

      Inclusive em diversos comentários aqui.

  26. Maria Filomena Martins de Almeida Gomes

    Paulo César, antes de citar a Globo, leia " Casa Grande e Senzala" de Gilberto Freire. O mito da harmonia na convivência entre colonizador e colonizado está, sedutoramente, reforçado ali.

    Responda
  27. Alexandre Silva

    Sofri xenofobia gratuita numa viagem de turismo que fiz a Lisboa em outubro deste ano. Fui chamado de "porco" e "que deveria voltar ao meu país", possivelmente por ser alto, moreno e não parecer um "português de raça". Curiosamente, sou também português. Essa doença já contaminou Portugal, infelizmente.

    Responda
  28. paulo cesar cruz

    Por que será que notícias de xenofobia e racismo em Portugal não chegam nos telejornais da Globo ? porque a mesma se empenhou muito em criar o mito de dois povos irmãos. Isso tudo porque tinhas interesses econômicos em Portugal, claro !

    Responda
  29. Antonio Alencar

    Pesquisas mostram que em torno de 20% dos têm cidadania portuguesa vivem noutros países e, naturalmente, enfrentam problemas similares aos brasileiros (que são monoglotas) em Portugal !

    Responda
  30. José Geraldo Cordeiro

    Se os brasileiros turistas deixarem de ir a Portugal, o turismo português quebra . Somos os maiores gastadores. Vamos dar um gelo em Portugal

    Responda
  31. Joaquim Rosa

    Numa conversa, muito bem humorada, com uma portuguesa no metrô de Paris, disse-lhe que em poucos dias seguiria para Lisboa a fim de averiguar os clamores de que brasileiros estavam sendo muito maltratados por lá. Ela achou muita graça, até mesmo pelo modo dramático que empreguei. Então disparou: os brasileiros são muito folgados. Estive lá por uma semana, na condição de turista, que é bem diferente de um residente. Nada vi. Então desisti de fulminar a cidade.

    Responda
  32. Fauzi Palis Junior

    Tem medo de agora serem colonizados por brasileiros .

    Responda
    1. VALMIR CINQUINI

      E serão... questão de tempo.