Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. José Roberto Mathias

    Mais uma vez temos "o marido tra√≠do" tirando o sof√° da sala,ap√≥s ter flagrado a mulher o traindo com o amigo.Mais uma vez √© enxugar gelo.Proibir saidinhas s√≥ far√° com que os √Ęnimos se exaltem e a ordem l√° de dentro vir√° forte.

    Responda
  2. Felipe Vasconcelos

    São cinco por cento que não voltam num ano inteiro, ou cinco por cento a cada saidinha, sendo que há várias num mesmo ano? Às vezes não se trata de proibir tudo ou liberar geral, mas de aperfeiçoar o modo como a saidinha é concedida.

    Responda
  3. José Cardoso

    Gostaria de saber dessas evidências sobre os benefícios das saidinhas para a ressocialização dos criminosos. Seria preciso comparar por um longo tempo um grupo beneficiado pelo esquema com outro que não. E como monitorar os possíveis crimes que indicariam a reincidência, se somente alguns seriam apanhados?

    Responda
  4. Orasil coelho pina

    Não sei se existe algum estudo mostrando quantos presos, soltos após cumprir a pena, se ressocializam e ou voltam ao crime! A minha suposição é que a segunda hipótese ganhe de largada!

    Responda
  5. Raymundo de Lima Lima

    Exato. Populismo sempre √© ruim, pq atende ao senso comum (n√£o ao bom senso). Politicos sempre pensam a curto prazo, visando eleitores rasos e aspira se manter no poder com apoio destes eleitoresrasos. Pov√£o quer vingan√ßa e n√£o justi√ßa; deliram q presos nunca retornar√£o √† sociedade. A maioria retorna √† sociedade pior,pq n√£o houve resossializa√ß√£o. Solu√ß√Ķes populista contr saidinha,mudan√ßas clim√°ticas,pandemias,etc com politicos populistas √© certa a desgra√ßa moral e social.

    Responda
  6. Nilton Silva

    Só não quero que alguém querido tome um tiro de um dos 5% que não voltam da saidinha.

    Responda
  7. Nelson de Paula

    O mal pago com o mal. Somando, ficamos piores. Um país mais atrasado.

    Responda
  8. antonio brito

    Até tu Helium? Misturar o conceito de popular com populismo não cabe a um filósofo da USP

    Responda
  9. Marcos Benassi

    Poi Z√©, caro H√©lio, bag√ļio l√īko. Perde-se inclusive a possibilidade de oferecer um refor√ßamento efetivo ao bom comportamento continuado. √Č do jogo, mas d√≥i. Tor√ßo agora pra que a Bozom√≠glia possa usufruir de todo rigor penal que ajuda a constituir de modo t√£o democr√°tico... Hahaah!

    Responda
  10. Antonio Pimentel Pereira

    Pior vai ser diminuir a maioridade penal, √© como proibir a bebida alco√≥lica, os estados unidos fizeram isso e da√≠ teve que voltar atr√°s, √© mt coisa cm essa discriminaliza√ß√£o das drogas, outro tiro no p√©, √© o enche cadeia, l√° se v√£o quase um milh√£o de presos no brasil e os bar√Ķes da elite soltos, rs maquinando desvios de dinheiro p√ļblico nas milhares de entidades p√ļblicas pa√¨s afora. Aguente cm isso

    Responda
  11. Martins Costa

    Vale lembrar que aqueles que não mais terão direito à saidinha (visita ao mundo exterior), um dia terão direito à saidona (soltura definitiva). Ocorre que, nesse caso, com menor probabilidade de real ressocialização e mais rancor. Só o crime organizado será capaz de acolher. Triste!

    Responda
  12. FLAVIO DA ROCHA SILVEIRA

    Hélio, costumo concordar com você, mas aqui não dá. Você diz isso porque os 5% não violentaram você e sua família

    Responda
    1. FLAVIO DA ROCHA SILVEIRA

      E se for a primeira vez? Já aconteceu. Procure a notícia

    2. Marcos Benassi

      Esses cinco%, prezado Flavio, caso tenham violentado uma família, não têm direito à saidinha...

  13. Vicente Valcarcel

    Como eu queria q um assassino pegasse 30~40 anos de prisão ao invés de 10 como é atualmente. A Suzane von richthofen ainda estaria na cadeia. E quem apontasse arma pegava 10 aninhos.

    Responda
  14. Pedro Luis S C Rodrigues

    5 por cento de evasão é razoável? Fora os sofismas, a saida temporária, veja vc, como diz o nome, é temporária, são apenas alguns dias. Não alivia em nada a superlotação, o numero de detentos continua o mesmo antes e depois. Alias, menos 5%. Vamos patrocinar mais fugas como politica de alivio de superlotação. Mossoró deve ter sido primeiro passo nessa direção

    Responda
    1. Marcos Benassi

      Brilhante, como as jóias da Bozoléia.

    2. Pedro Luis S C Rodrigues

      Quanto até a esquerda ficar calada, é porque finalmente estão notando que as palhaçadas desse tipo, de tomar sempre o partido de bandido, ajudaram e muito a criar Bolsonaro

    3. Pedro Luis S C Rodrigues

      Quanto até a esquerda ficar calada, é porque finalmente estão notando que as palhaçadas desse tipo, de tomar sempre o partido de bandido, ajudaram e muito a criar Bolsonaro

    4. Pedro Luis S C Rodrigues

      Dizer que não há evidencias de que funcione tb é outro sofisma. Legalidade a parte, El Salvador vem criou uma evidência e tanto de quem tem efeito sim na criminalidade. Aqui no Brasil mesmo, SP, estado que mais prende, tb é o mais seguro de longe com 1 terço dos homicídios da média nacional

  15. Pedro Cardoso da Costa

    De doer, também, foi ler esse seu artiguinho tacanho.

    Responda
  16. ANTONIO ZENIVALDO COELHO

    A democracia representativa é indireta e entrega o que os representantes eleitos querem e que poço de viés cognitivo.

    Responda
  17. Rui Furtado

    Sim, esse e' um reflexo da democracia. Se a populacao quer que seja assim os seus representantes quase certamente irao faze-lo, o sistema democratico tem disso e certas vezes vai contra movimentos progressistas ou a propria logica. Ainda assim e' muito melhor que uma ditadura (direita, esquerda ou judiciario), uma autocracia ou um sistema totalitario. A esquerda se calou porque conhece o custo politico de votar sim, basicamente votou com a barriga.

    Responda
    1. Gilmar Maghenzani

      Sim um reflexo da democracia mas a esquerda não se calou como vc diz, tem de votar com inteligência tbm

  18. PETER MAURICE ERNA CLAESSENS

    Tamb√©m fiquei surpreso com essa vota√ß√£o. Parabens aos senadores Rog√©rio Carvalho e Cid Gomes, os √ļnicos com a coragem de tomar uma decis√£o acertada mas mais dificil de explicar.

    Responda
    1. Gilmar Maghenzani

      é fácil de explicar menos de 5% que saem não voltam mas o fazem depois cometendo ou não outro crime

  19. José Augusto Bernabé

    Vc precisa tirar ou inverter os seus óculos, Populismo não Conservadorismo, essa derrota é dos juizinhos brasileiros que se metem nos usos e costumes de uma sociedade e que saidinhas tem que ser, democraticamente, para qualquer preso, isso é o resultado e o efeito direto do perdeu mané que disse um deles certa vez.

    Responda
    1. Gilmar Maghenzani

      As saidinhas são de antes do perdeu mané portanto não pode ser por isso

  20. Francisco da Luz

    O articulista é membro do PCC?

    Responda
    1. Marcos Benassi

      Hahahahah, ao Danilo, meus Loas!

    2. Juliano Danilo

      Sim: partido da causa científica!

  21. Rodrigo Castro

    Uma vida s√≥ que se perca nas m√£os de um benefici√°rio das saidinhas, √© uma vida demais. Nosso sistema √© leniente com o crime, as progress√Ķes de pena s√£o uma piada. A sociedade est√° farta de ser ref√©m da criminalidade.

    Responda
    1. Rodrigo Castro

      Peter, eu respeito a sua opini√£o mas √© dif√≠cil pensar em "mortes que seriam evitadas pela ressocializa√ß√£o". O sistema precisa ser reformado como um todo, n√£o √© justo que pris√Ķes sejam um inferno mas tamb√©m n√£o d√° pra esquecer que a pris√£o tem um car√°ter punitivo. Pessoas que assassinaram m√£es e pais, saindo da pris√£o no dia das m√£es/pais, enquanto os filhos de quem se foi nunca mais ter√£o essa oportunidade, √© um tapa na cara da sociedade. Entre tantos outros.

    2. PETER MAURICE ERNA CLAESSENS

      Rodrigo, entendo, esse casos s√£o tr√°gicos e tristes mas podem ser exce√ß√£o total. S√£o trag√©dias com nome e sobrenome. Agora, mais dif√≠cil, at√© imensur√°vel, s√£o os assassinatos teriam acontecido mas que n√£o aconteceram por uma ressocializa√ß√£o bem sucedida. √Č isso que est√° do outro lado da balan√ßa.

    3. Rodrigo Castro

      Peter, pra resumir o artigo ou pra resumir a realidade? Se voc√™ realmente acredita que mais saidinhas, menos mortes, vou te pedir pra conversar com fam√≠lia do Roger Dias da Cunha, policial militar morto depois de ser baleado na cabe√ßa por um detento em ¬ďsaidinha¬Ē...

    4. PETER MAURICE ERNA CLAESSENS

      Para resumir o artigo: com saídinhas, menos mortes - sem saidinhas, mais mortes. Pensando com a cabeça e não com o fígado, a escolha não é difícil - só mais difícil de explicar. Populistas falam o que o povo quer ouvir porque o faz sentir bem, e isso rende mais votos que até a melhor estatística.