Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. CARLOS ALEXANDRE PERGER

    Desde as cartas de Clarice à Olga Borelli, Mirian. Ao final ela diz "mas às vezes tenho esperança". Esperança pois você é a Revolução! Proclamadas por Beth Goulart, Elisa Lucindo e agora Simone de Beauvoir, por você: a esperança viva.

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      Que lindo, Carlos. Algumas vezes eu também tenho esperança

    2. CARLOS ALEXANDRE PERGER

      Elisa Lucinda, Lucinda não Lucindo. Correção.

  2. Anete Araujo Guedes

    Não se nasce mulher, a feminilidade há que ser conquistada, construída.

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      √Č uma constru√ß√£o e uma luta

  3. Alfredo Gomes de Azeredo

    Mirian, sua propagada, justa e sincera admira√ß√£o por Beauvoir √© de uma import√Ęncia dif√≠cil de ser mensurada. Sua postura frente a autora do Segundo Sexo, certamente ser√° um despertar para incont√°veis leitoras suas, aqui na Folha. Suas oportunas refer√™ncias a Sartre, enriquecedor da conviv√™ncia com Simone, sobremodo ao final triste da vida dele ,tornam essa mulher um farol a guiar os passos das que a sucederam - qui√ßa para sempre. Parab√©ns!

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      Alfredo, fico muito feliz de saber que você gostou

  4. Galdino Formiga

    Todo homem nasce livre: torna-se aprisionado.

    Responda
  5. Alexandre Marcos Pereira

    O Segundo Sexo √© uma obra fundamental no campo do feminismo e da filosofia existencialista. Publicado pela primeira vez em 1949, este livro audacioso foi um divisor de √°guas por questionar a constru√ß√£o social do que significa ser mulher. Beauvoir explora a ideia de que a mulher √© considerada o Outro em uma sociedade patriarcal, onde o homem √© visto como o sujeito padr√£o. A famosa frase ¬ďN√£o se nasce mulher: torna-se mulher¬Ē resume a ess√™ncia do argumento de Beauvoir, como bem salientou a Mirian.

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      Paloma, gostei muito do seu coment√°rio

    2. Paloma Fonseca

      Agrade√ßo √† Mirian por n√£o adjetivar essa escritora como grande, g√™nio, imortal, eterna, ao modo das hagiologias. Melhor apresent√°-la como algu√©m como n√≥s, de carne e osso, com pensamentos e sentimentos, com desejos. Ela pode ser descrita como um √≠cone intelectual das feministas, sem d√ļvida, algu√©m que abriu portas. Mas, por favor, n√£o a transformem em um ser supra-humano. A Mirian se reconhece nela nesse aspecto: extraiu seus escritos de sua hist√≥ria de vida, justificando sua exist√™ncia.

    3. Mirian Goldenberg

      Adorei Alexandre

  6. Carla C Oliveira

    Muito bom! Parabéns por sua libertação!

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      Sempre juntas, cada vez mais

  7. Amarildo Caetano

    Parabéns para as mulheres, guerreiras,mas muitas vezes sem o devido reconhecimento.

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      Verdade

  8. Amarildo Caetano

    Mulher,sou forte mas não chegou aos seus pés.Na escola que você estudou jamais tiro dez .Bela canção.

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      Eu também nunca tiro dez

  9. Elizabeth O Costa

    Adorei o texto! Estou na faixa dos 70 e o movimento feminista em que me engajei, no início dos anos 80, tinha a liberdade e a libertação da rigidez dos papéis masculino e feminino estabelecidos. O empoderamento da mulher, subjetiva e socialmente. Que bom que você relembrou Simone de Beauvoir!!

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      Fico muito feliz Elizabeth

  10. Tersio Gorrasi

    Não sabia que a mulher tem que se libertar de alguma coisa, pois é livre pra fazer o que quiser. Se está confinada a uma redoma de vidro, está porque quer, ninguém a obriga a ficar ali

    Responda
    1. Paulo Araujo

      Vc deve ser daqueles que acham que a Delegacia da Mulher √© desperd√≠cio de verba p√ļblica.... ou admirador de Henry Ford, que pregava que o cliente podia escolher a cor do carro, desde que fosse preta...

  11. Jorge Oliveira

    Nenhuma mulher nasce livre: torna-se livre Para a mulher, n√£o h√° outra sa√≠da sem de trabalhar pela sua liberta√ß√£o? √Č vero. Is true! Mas tudo tem exce√ß√Ķes e como muitas mulheres judias sempre tem apoios especiais, mesmos muitas n√£o terem dom. mas tem o especial o quem indicam ou mandam?

    Responda
    1. Cintia Klein

      E brasileiros, s√£o protegidos? Su√©cos t√™m um quem te indique? Portugueses? Espanh√≥is? Generaliza√ß√Ķes sobre popula√ß√Ķes e etnias poder√° reproduzir estigmas, ignor√Ęncias, mitos e pr√©conceitos, sem chegar perto da realidade complexa e heterog√™nea do comportamento de grupos formados por seres humanos .

  12. Enoque Sabino

    Foi por sua causa que comprei e li o livro O Segundo Sexo.

    Responda
    1. Mirian Goldenberg

      Que bom, espero que tenha gostado