Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Marcos Benassi

    Eita, Ronaldo, causo ser√≠ssimo. Esses tempos o pessoal de uma telef√īnica veio c√° instalar um servi√ßo; o t√©cnico, bem preparado, botou um dispositivo de controle por voz, e eu perguntei do bot√£o f√≠sico de deslig√°-lo. N√£o tinha. Recusei. "Mas vai perder a facilidade, a integra√ß√£o com outros dispositivos da casa, a .." N√£o quero nada disso, bota um camarada mais velho. Colocou. Onde fica o microfone? Ah, aqui. Tampei. O pr√≥ximo carro que comprar, n√£o conseguirei n√£o ter uma chave presencial. Tamof√ļ

    Responda
  2. Marenildes Pacheco da Silva

    Fico com a impressão de que alguns segmentos da tecnologia, assim como o mercado, cria o problema, para vender a solução. Volta e meia aparece para mim na tela que o site não foi encontrado, será que é ação de hackers?

    Responda
    1. Marcos Benassi

      Ah, cara Marenildes, isso da√≠ deve ser por problemas de rede ou digita√ß√£o, coisas circunstanciais, provavelmente. Mas √© tudo "caixa preta", n√©? At√© pra quem tem traquejo com a coisa, h√° mist√©rios, n√£o tenha d√ļvidas disso. Acho que foi o Asimov ou o Arthur Clark que falou que a tecnologia, a partir de um ponto, fica indisting√ľivel da feiti√ßaria. Cum√© que a gente d√° conta da necess√°ria pajelan√ßa? Hahahahaha!

  3. anderson ruas

    O nome do aparelho é flipper Zero?

    Responda
    1. ROBERTO CEZAR BIANCHINI

      Este é um dos, mas o preço do flipper não condiz com o que foi passo no artigo, 1000 bidens. Ele deve estar se referindo a outro.

    2. Fernando Moreira

      sim

  4. Carlos Roberto Viana Milward de Andrade

    Que comovente a fala do dono desta empresa . T√£o bonzinho . Colocar√° seu brinquedinho √† venda mas se diz preocupado com a seguran√ßa de chaves , cart√Ķes de cr√©dito , etc .

    Responda
    1. Marcos Benassi

      Bom m√™mo √© o sujeito que vende arma "impressa" ou torneada computadorizadamente, "armas fantasma", que n√£o s√£o identific√°veis, n√£o t√™m n√ļmero de s√©rie, irrastreaveis. Recebe pelo correio, desmontada, basta imprimir uma parte faltante e montar. √Č a tal "Liberdade", defendida com morte e viol√™ncia armada.

  5. Alexandre Pereira

    Proibiu a compra nos EUA, tamb√©m? √Č uma piada esse tipo de proibi√ß√£o. Deveriam considerar que o aparelho j√° est√° no Brasil e trabalhar para contornar o problema.

    Responda
  6. Javert Lacerda

    Qq remoto de port√£o usa um sistema de duas chaves geradas no momento e trocadas entre Tx e Rx. N√£o adianta intercepta-las porque n√£o se repetem.

    Responda
    1. Marcos Benassi

      Grato da contribui√ß√£o, Mar√≠lia. √Č bom que tenhamos a sensa√ß√£o de inseguran√ßa, faz-nos mexer o traseiro. N√© mole n√£o, Javert, √© muita vulnerabilidade...

    2. Marília Hoshino

      A maioria nem usa rolling code ent√£o existe a possibilidade de 1/2^(32) de acertar o c√≥digo do learning code, existia um pior que era um chip da Motorola com 256 combina√ß√Ķes l√° nos anos 80 n√£o tenho o tal da reportagem, mas tenho outro que sintoniza do sinal AM FM QSK ou outra modula√ß√£o da frequ√™ncia de KHz at√© alguns GHZ, trabalho na √°rea com forma√ß√Ķes t√©cnicas e engenharias, at√© mesmo alguns rolling code b√°sico que √© open source peguei o c√≥digo por aprendizado de m√°quina

    3. Fernando Moreira

      hahahaha sabe de nada inocente!

    4. FRANCISCO Eduardo de CARVALHO VIOLA

      Absolutamente falso

  7. Fernando Moreira

    Mais uma vez a inépcia da burocracia brasileira se manifesta: é inócua essa proibição da Anatel porque o produto em questão (viu omitir o nome propositalmente) continua e continuará sendo vendido clandestinamente

    Responda
    1. Fernando Moreira

      Sr. CARLOS ROBERTO VIANA MILWARD DE ANDRADE, diante da demonstra√ß√£o da sua ingenuidade, vou desenhar: n√£o adianta a ANATEL ou qualquer outra ag√™ncia governamental brasileira proibir a comercializa√ß√£o do aparelho (chama-se "Flipper Zero") porque basta andar na Santa Efig√™nia ou em qualquer outra boca de venda de aparelhos eletr√īnicos de origem duvidosa que √© poss√≠vel compra-lo. Se fosse v√°lido seu racioc√≠nio, bastaria a proibi√ß√£o da venda de drogas que n√£o haveria mais traficantes...

    2. Carlos Roberto Viana Milward de Andrade

      Qual sua sugestão ? Colocar à venda livremente para a alegria dos amigos do alheio ?

    3. Alberto Melis Bianconi

      E esconder o nome, n√£o funciona da mesma forma?