Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. ROBERTO CEZAR BIANCHINI

    Acho que o título certo para esta coluna seria pedir emprestado o título do livro do pesquisador Douglas Rushkoff: "Survival of the Richest"

    Responda
  2. ROBERTO CEZAR BIANCHINI

    "A comunidade que se formou segue os preceitos de uma vida saud√°vel. A comida √© feita de alimentos que promovem a longevidade. A pr√°tica de atividades f√≠sicas √© comum. Tamb√©m √© comum dormir quando o sol se p√Ķe e acordar quando o sol se levanta, respeitando o ciclo circadiano." Por esta frase j√° d√° para perceber quem vai se beneficiar de qualquer descoberta que venha da Vitalia. Com certeza n√£o ser√° quem ganha menos de nove d√≠gitos em Bi dens por ano.

    Responda
  3. JOSE MAURICIO PRECOMA MIRANDA

    Viver pra sempre?! Deusmelivreyguarde disso! Já pensou ter que aturar um monte de gente bo—çal imortal? Obrigado, não!

    Responda
  4. Alan Marcos Pacheco Carrijo

    Conta pra gente sobre a outra camada de pessoas que faz esse hábito se tornar possível, como dormir no horário, exercícios e comidas saudáveis. Quem lava os banheiros e organiza a casa em geral? Quem prepara as comidas saudáveis? Quem cuida das crianças? Quem planta os alimentos? Utopia imaginar que esse eventual modelo de vida se enquadra para grande parte das pessoas. Por outro lado as pesquisas para progredir a medicina são muito importantes.

    Responda
  5. Dario Lima

    A ci√™ncia √© o √ļnico caminho para a humanidade, no Brasil, claro, os bolsonaristas n√£o s√£o adeptos desses h√°bitos provenientes da intelig√™ncia humana.

    Responda
  6. EMANOEL TAVARES COSTA

    √Č imposs√≠vel viver com o corpo material para sempre. A mat√©ria, org√Ęnica ou n√£o, se desgasta naturalmente. O ser em si que a habita, entretanto, pr√©-existente ao nascimento e sobrevivente √† desagrega√ß√£o molecular, desafia e vence o tempo, apreendendo vagarosamente as leis naturais.

    Responda
    1. Eduardo Mantegazza Camargo

      O "ser" a que você se refere desaparece no exato momento em que o cérebro morre. A matéria, sim, em sua constante transformação, é que é eterna.

    2. Athayde Carneiro

      what?

  7. Eduardo Mantegazza Camargo

    A grande questão é: para quê?

    Responda
  8. Antonio Carlos

    Quanta asneira.

    Responda
  9. Bruno Sebasti√£o Neto

    A eternidade da vida seria uma cat√°strofe ,por quer a √ļnica forma de controlar a praga humana √© a morte !

    Responda
  10. Hernandez Piras

    Não deixa de ser contraditório querer viver para sempre num dos países com as mais altas taxas de homicídio do mundo.

    Responda
  11. MARCIO OLIVEIRA

    Eu gostaria sim de viver uns 700 anos, mas vamos convir que com sa√ļde e mentalidade de uns 40, de outra forma, nem valeria a pena. Boa sorte pra esse pessoal.

    Responda
  12. jo√£o moreira

    Um ban do de riquin hos financiando outro ban do de cientistas sedentos por financiamentos em uma regi√£o onde a √©tica cient√≠fica √© flexibilizada. E todo mundo brincando de deus (com d min√ļsculo mesmo). E um jornalista elogiando tudo... n√£o se sabe por qu√™!

    Responda
  13. Joao Cellos

    Talvez não haja castigo maior do que prolongar a vida indefinidamente. Quanto desperdício de tempo e dinheiro!

    Responda