Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. antonio ramos

    A prefeitura faz exatamente como o estado , faz CAIXA , super√°vit com o suor do funcionalismo , mas nenhum foi mais precarizado que o professor , jornada exaustiva adoecimento , e p√©ssimas condi√ß√Ķes de trabalho , tudo isso por pouco mais de 2% ! Agora podemos dividir com as empresas o dinheiro em caixa !

    Responda
  2. Leila Barbosa

    Milh√Ķes gastos em obras sem licita√ß√£o e aumento √≠nfimo bem abaixo da infla√ß√£o dado aos servidores ativos e aposentados.

    Responda
  3. ALEXANDRE DE CASTRO

    Realmente a M√°fia que se instalou na gest√£o da cidade de SP precisa ir embora! D√£o Bolsa empreiteiro de bilh√Ķes de reais a empresas de amiguinhos sem licita√ß√£o , gastam bilh√Ķes em asfalto que se esfarela em pouco tempo e "aumento" de 2% que n√£o chega a metade da infla√ß√£o do per√≠odo.

    Responda
  4. Bob Pereira

    E agora, quando será a próxima mamata? Abril tá bom para começar a trabalhar, né? Têm 13 salários e mais recompensas... uma piada!

    Responda
  5. Lênin Camargo

    A Folha mostra que precisa de jornalista melhor informado, o sindicato n√£o aceitou a proposta de m√≠seros 2 por cento. Tanto n√£o aceitou que a greve teve in√≠cio. E , em mais uma demonstra√ß√£o de falta de conhecimento, a Folha diz que a greve come√ßou dia 14, quando na verdade foi dia 8. Enfim, essa sucess√£o de incorre√ß√Ķes por parte do jornal, mostra que a educa√ß√£o √© tratada com descaso at√© para uma empresa como a folha.

    Responda