Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. noel neves

    A greve deveria ter acontecido no governo anterior! Porque ficaram calados no governo mal educado? Que se calem agora!

    Responda
  2. WALTENO MARTINS PARREIRA JR

    A greve n√£o √© somente por sal√°rio, mas tamb√©m por condi√ß√Ķes de trabalho. As IFES est√£o com or√ßamento defasado e instala√ß√Ķes em condi√ß√Ķes prec√°rias. Enquanto as √°reas de seguran√ßa tiveram v√°rios aumentos salariais nos √ļltimos anos, os t√©cnico das institui√ß√Ķes est√£o h√° v√°rios anos sem reposi√ß√£o salarial e os docentes tamb√©m.

    Responda
  3. Zelis Pereira S Junqueira P F

    Está triste a situação das universidades.

    Responda
  4. Milton Marques Fernandes

    A andes luta para tenha reajuste em 2024. As polícias rodoviária e a federal vão receber 7,5 por cento de reajuste em 2024 e são os maiores salários do executivo. A proposta do governo e de zero por cento em 2024. Um professor graduado nas universidades federais ganha 3300 reais para 40 horas de trabalho. Um delegado da PF ganha final de carreira 40000 reais.

    Responda
  5. Edgar Alves

    Pelo que li sobre essas reivindica√ß√Ķes, este Andes est√° querendo fazer de tudo pra tumultuar o governo, sabotando a negocia√ß√£o e exigindo coisas absurdas. Est√° minando o governo. A proposta do governo foi excelente, contempla muitos benef√≠cios e est√° bem acima da m√©dia dos √ļltimos anos. Querem √© tumultuar e causar conflitos, enfraquecer o governo. Uma pena fazerem isso com um governo democr√°tico. O governo anterior se pudesse mandava todos pra rua e n√£o daria um centavo de aumento.

    Responda
    1. WALTENO MARTINS PARREIRA JR

      Edgar, entendo que quem quer tumultuar é o proifes que não respeitou nem sua base, pois alguns sindicatos associados decidiram pela continuidade da greve e eles correram para assinar o acordo.

    2. Rodrigo Rafael Gomes

      Edgar, que coisas absurdas o Andes está reivindicando? A proposta do governo está "bem acima" de qual média?

    3. MARCIO CARNEIRO DE ALBUQUERQUE

      Edgar, pense um pouco; a maior parte dos professores federais, são doutores, fluentes em dois ou mais idiomas, possuem uma formação acadêmica impecável, são estudiosos e inteligentes; se a carreira da docência federal não for atrativa em relação a outras carreiras de estado, pessoas que poderiam ser excelentes professores e cientistas, passarão em breve a parar seu carro em uma BR 101 em algum buraco deste país; pensa aê querido.

  6. Carlos Mello

    O problema é que o Andes reivindica coisas quase que absurdas para o mundo de hoje. Coisas do tipo exigir que o governo revogue portaria que exige no mínimo 8 hs aula na graduação. Querem um carreira que funcione por gravidade, sem que o mérito seja observado. Isso não cabe mais no mundo de hoje.

    Responda
    1. Rodrigo Rafael Gomes

      A jornada de trabalho do docente de um Instituto Federal não é constituída apenas por atividades de ensino. O docente també faz pesquisa e extensão, e é cobrado por isso. Por esse motivo, a categoria, representada pelo Sinasefe, considera um retrocesso a instituição dessa portaria e reivindica, com o apoio do Andes, a sua revogação. Informe-se melhor antes de opinar.

    2. Rodrigo Rafael Gomes

      Carlos Mello, a portaria que voc√™ menciona diz respeito √†s institui√ß√Ķes da Rede Federal de Educa√ß√£o Profissional, Cient√≠fica e Tecnol√≥gica, e o m√≠nimo de horas de dedica√ß√£o √†s atividades de ensino que ela estabelece √© de 14 horas, n√£o 8 horas como voc√™ diz. Como est√° opinando, deve saber que n√£o s√£o apenas os docentes das Universidades Federais que est√£o em greve, os dos Institutos Federais tamb√©m est√£o.

  7. MARCIO CARNEIRO DE ALBUQUERQUE

    Esta é o tipo de matéria realizada 100% em Home oficce; aposto meus testículos que ninguém foi ouvido, nem o ANDES, nem o PROIFES, nem o governo, nem o MEC, nem os professores. A coisa é simploria: o Proifes não representa os docentes das universidades federais, logo, não deveria nem ser chamado para a mesa; o ANDES representa.

    Responda