Comente*

* Apenas para assinantes

comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. marcio jose albino

    Jamais saberia disto por outro meio de informação, parabéns.

    Responda
  2. Raquel Ester Teixeira dos Santos

    Reportagem deveras boa.

    Responda
  3. Bouzid Izerrougene

    Bravo por falar desse povo saraui esquecido, oprimido pelo criminoso monarca de Marrocos.

    Responda
  4. cristiano carneiro antonio

    Por mais reportagens como está.

    Responda
  5. paulo werner

    Belo trabalho! Mas, perai, eu li algo sobre ocupação de terras por colonos? Quase lembrei d outra colonização abjeta. Racionamento de água e energia? Assassinato de lideranças políticas? Prisões arbitrárias? Domínio condenado internacionalmente? Eitah, quem defenderia uma atrocidade dessas?

    Responda
  6. Joabe Souza

    Bela estreia, Bianca. Obrigado pelo texto.

    Responda
  7. Ivan Linares -- Recife - PE

    Há que se tomar cuidado para que a luta pela liberdade do Saara Ocidental não degringole para a tirania, caso a independência seja conseguida. Vejam o caso do Irã e da Eritréia: aquele virou uma ditadura teocrática dominada pelo aiatolá que posava de bonzinho para os repórteres e membros da ONU; a segunda se libertou da Etiópia e virou um regime militar de partido único que ainda não teve uma única eleição nacional desde a independência, em 1993.

    Responda
  8. Antonio Jose Lima

    Bianca, obrigado pelas imagens, nosso corpo é a nossa paisagem terrestre, segundo a grande Gabriela Llansol, além do belo texto, você arrasou também nas imagens. A sensibilidade habita seu texto-pele!

    Responda
  9. Paulo Araujo

    Parabéns e muita coragem nessa missão, pois vai encontrar todo tipo de imbecil disposto a dificultar seu objetivo.

    Responda
  10. Aline Viana da Cruz

    Parabéns pela coluna, Bianca! Já vou me programar mentalmente para não perder nenhuma edição.

    Responda
  11. maite oliveira freitas

    Ufa! Uma cápsula de oxigênio e conteúdo de qualidade neste jornal! Bem vinda Bianca! Que as terças se tornem um dia para sabermos mais das experiências de mulheres na luta por liberdade! Ogun iê!

    Responda
  12. julio alves

    Bem vinda, Bianca Santana. Que continue trazendo seus ares de relevância a esse jornal. Espero que a sua chegada seja um sinal de recuperação da Folha. Se para cada Bianca contratada, forem demitidos uns dois ou três Pondés, Joeizinhos, Lygias Marias ou Kramers, em breve teremos de volta um jornal que já se propôs a ser sério.

    Responda
    1. Antonio Jose Lima

      Parabéns, Bianca, quando pensamos em desistir desta Folha, pelos motivos assinalados pelo Júlio Alves, acima, aparece uma lufada de esperança vinda das durezas do Saara!

  13. Pedro Luis S C Rodrigues

    Seu texto foi removido porque infringe as regras de uso do site.

    1. Luiz Carlos Farias

      Um pouco de elegância meu amigo .Educação também não é ruim .

    2. julio alves

      Mais um assinante lyxo a fazer comentários desrespeitosos. Nem precisa dizer em quem você votou pata presidente, tá na cara.

  14. ISAIAS DA SILVA

    Tenho um grande amigo marroquino que frequentemente nos visita. Eu estou devendo a visita de retribuição. O Marrocos me parece um lindo país e se todos forem como ele, um ótimo povo também. Mas não sabia dessa terrível questão. Obrigado por trazer a tona e sim, vou questiona-lo para entender o que seu povo pensa.

    Responda
  15. SILVIA KLEIN DE BARROS

    Parabéns, Folha! Fazendo o bom papel da imprensa aqui. E obrigada pelo tema, Bianca Santana. Continue!

    Responda
  16. Angela Grillo

    Gosto muito de texto como esses que não trazem as mulheres de forma idílica ou exótica. A colunista, ao contrário, compartilha o que de humano viveu com elas. Obrigada por oferecer um texto tão critico , poético, educativo e que nos move.

    Responda
  17. José Cardoso

    Se todo mundo fosse ainda espanhol estariam no mercado comum europeu. Desde a independência americana que os movimentos de libertação nacional se revelaram um equívoco.

    Responda
    1. José Cardoso

      Júlio, compare por exemplo EUA e Canadá. Embora nunca tenham se separado violentamente da Inglaterra, os canadenses desfrutam do mesmo padrão de vida dos americanos. Ou seja, os rebeldes americanos lutaram em vão.

    2. julio alves

      Só pode ser piada, né Cardosão?

    3. José Fernando Marques

      Cardoso, você é um número. Nem no século XIX, amigo.

  18. CLAUDIO HURGEL VICTOR LEITE

    Contraditório ilustrar o artigo com fotos do denunciado opressor!

    Responda
    1. julio alves

      Achei isso também.

  19. RUTH RUTMAN

    Por acaso essa colonia africana esta no centro do capitalismo?

    Responda
  20. RUTH RUTMAN

    A indignação é seletiva. Se escolhe os oprimidos q interessam a seu proprio projeto de poder

    Responda
  21. Valdir Machado

    No caso do Brasil e outros países, se mostrar solidário a povos do Terceiro Mundo, da periferia do Capitalismo, é sair do discurso geopolítico hegemônico da Europa e dos EUA.

    Responda
  22. Sílvio Luís Guimarães de Mello

    Brasil do lado do opressor como sempre em relação ao povo venezuelano, apoiando o putin genocida. Brasil não se manifesta como deve na guerra do Sudão. Votei no Lula claro, impossível votar no outro. Mas a política externa do Lula é horrível. Só acertou apoiando os oprimidos da Palestina. Lula acha que socialismo é isso: apoiar opressores. Vamos ler e estudar mais?! Slava Ukraini!

    Responda
    1. julio alves

      Imagino que o texto do Erivaldo foi removido por defender Lula. Isso pata os censores da Folha significa "desrespeitoso"

    2. Erivaldo Pereira de Lima

      Seu texto foi removido porque infringe as regras de uso do site.

  23. Celso Augusto Coccaro Filho

    Parece um gráfico da cadeia alimentar. O Saara Ocidental é colonizado pelo Marrocos, que foi colonizado pela Espanha, que foi colonizada pelos árabes, que foram colonizados pelos ingleses, estes colonizados pelos romanos, por sua vez colonizados pelos germanos, que foram colonizados pelos hunos. Colonizar, este eufemismo, para ser algo bem humano.

    Responda
  24. sueli carneiro

    Lindo artigo Bianca Santana

    Responda
  25. Luís Manuel da Silva César

    E quando é a sra activista vai escrever sobre a Mauritânia que fica mesmo so lado do Sara Ocid. e que teve escravatura oficial até 2010 e continua a oprimir as mulheres...

    Responda
    1. Eládio Gomes

      Amigo, você leu a parte em que ela escreve que este é seu primeiro artigo no jornal?

  26. Gregorio Amarante

    Parabens por contar-nos a historia de Mahfouda Lefkir.

    Responda
  27. maria emilia bender

    parabéns, bianca!!! que bom poder te ler toda semana

    Responda