Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. GINO AZZOLINI NETO

    Todos os servi√ßos prestados pelo Estado est√£o falidos: educa√ß√£o, sa√ļde, saneamento, estradas,meio ambiente entre tantos. Por incompet√™ncia, por corrup√ß√£o , por desleixo, pela imoralidade, pelas fakenews. Governos tr√īpegos, que mal terminam uma campanha e j√° come√ßam as articula√ß√Ķes para a reelei√ß√£o. O sistema pol√≠tico continuar√° levando o pa√≠s ao fundo do po√ßo. Reforma pol√≠tica j√°. Nova Constituinte. Proibi√ß√£o da reelei√ß√£o. Basta

    Responda
  2. André Perticarrari

    Querem empregar a l√≥gica do mercado liberal nas escolas p√ļblicas. √Č √≥bvio que n√£o dar√° certo. Pedag√≥gico X lucro n√£o andam lado a lado. Mas eles n√£o est√£o preocupados, querem afagar os sedentos por dinheiro p√ļblico em troca de loby e apoio para continuar no poder. E o povo que se lasque!

    Responda
  3. weber tavares da junior

    Pesquisa do Professor Nelson Amaral a partir de dados da OCDE mostra que o Brasil investe em educa√ß√£o b√°sica p√ļblica aproximadamente um ter√ßo da m√©dia OCDE em USD PPP. E ainda me aparece algu√©m cobrando um Alto PISA das escolas brasileiras. Quer aumentar o PISA? Melhor que isso, quer fazer da escola p√ļblica a m√°quina democr√°tica Anisiana? Que tal come√ßar cumprindo a Lei e destinando para a educa√ß√£o os 10% do PIB?

    Responda
  4. DANIELA MIRANDA BURELLO

    Basta ver o que aconteceu com a sa√ļde: os planos de sa√ļde apareceram como f√≥rmula m√°gica para "livrar" as pessoas de atendimento pelo SUS. Paralisa√ß√£o de brigas pelo SUS. Hoje os planos de sa√ļde expulsam clientes que d√£o preju√≠zo. Na sa√ļde p√ļblica colocaram as OS, conclus√£o, p√©ssimos m√©dicos na rede p√ļblica. Quer destruir a esperan√ßa de um povo? Tire-lhe a sa√ļde, a educa√ß√£o e a seguran√ßa. Esse √© o Brasil.

    Responda
  5. Alison Sales

    N√£o se pode vender o que nunca existiu.

    Responda
  6. Rafael Lopes Azize

    Institui√ß√Ķes de ensino e sa√ļde deveriam ser financiadas por todos, em benef√≠cio de todos. Hospitais, cl√≠nicas, escolas, universidades que, al√©m de realizarem suas atividades-fim, precisem dar lucro, s√£o um equ√≠voco civilizat√≥rio.

    Responda
  7. Marcelo Ribeiro

    E o professor? Em geral bons alunos dependem de bons professores. O que adianta escolas bem administradas, se não temos professores com requisitos, competências e habilidade mínimas para exercer sua profissão. Remuneração justa, capacitação e prestígio representam os pilares da dignidade necessária ao exercício da docência. Ideologias fascistas (escolas militarizadas) e neoliberais (escolas administradas pela iniciativa privada) não solucionarão os problemas fundamentais do ensino básico.

    Responda
  8. José Cardoso

    Muito boa ideia dos paranaenses. O fato é que não dá para se conformar com esse Pisa vergonhoso. Alguma coisa diferente deve ser tentada.

    Responda
  9. Beatriz Tubino Cerveira

    Correto!

    Responda
  10. MARIA APARECIDA MARTINS

    Educa√ß√£o e Sa√ļde n√£o s√£o produtos a serem comercializados. O que √© necess√°rio √© cumprir o que √© definido na legisla√ß√£o com aportes satisfat√≥rios de recursos, principalmente para pagar professores dignamente, para que as carreiras sejam atrativas. E uma politica de ensino-aprendizagem que vise a forma√ß√£o s√≥lida de pessoas com pensamento cr√≠tico. Substituir o que est√° mal por uma coisa pior, n√£o trar√° benef√≠cios para o futuro das crian√ßas nem do pa√≠s.

    Responda
  11. Antonio Emanuel Melo dos Santos

    nota brasileira no PISA √© lament√°vel. O fracasso √© n√≠tido e n√£o podemos ficar esperando eternamente por uma solu√ß√£o. √Č urgente melhorar a educado no Brasil que envelhece a pa√ßos largos e jovens precisam ser mais produtivos e necessariamente receber educa√ß√£o de qualidade mundial.

    Responda
  12. Bruno Andreoni

    "Agilidade e eficiência são apenas promessas, nunca comprovadas". E os telefones, com uma linha custando 2500 dólares antes da privatização? E a Embraer, que estava falida? São só dois exemplos, há muitos.

    Responda