Comente*

* Apenas para assinantes

comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Sérgio Silva

    Na Suméria, o imposto é 2%.

    Responda
  2. alberto carvalho

    Remédios não é cachaça. Deveria ser alíquota ZERO.

    Responda
  3. Zelis Pereira S Junqueira P F

    Será que vamos ter picanha?

    Responda
  4. Nelson Goulart

    Tudo jogo de cena. Jbs sempre sai ganhando. 60 por cento de desconto na alíquota não é suficiente para eles. Querem 100. Isso mais aquele desconto da folha.

    Responda
  5. Nelson Goulart

    Tudo jogo de cena. Jbs sempre sai ganhando. 60 por cento de desconto na alíquota não é suficiente para eles. Querem 100

    Responda
    1. vicente de paula

      Se estão com tanta ânsia pela desoneração, porque não aproveita o "entusiasmo" para DESONERAR o contra cheque dos aposentador e pensionistas excluindo o CONFISCO - representado pela absurda CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIARIA DOS INATIVOS, principais vitimas dos aumentos de medicamentos, dentre outros. ELES, os idosos, necessitam mais do que a elite desta ação. APROVEM A PEC 555/2006, de autoria do Senador PAULO PAIM. Importante lembrar que referida PEC tramita há mais de 18 anos, sem ser PAUTADA.

    2. Nelson Goulart

      Mais aquele desconto na folha de pagamentos, não vamos esquecer.

  6. carlos viacava

    O presidente Lula prometeu picanha de graça. Poderia ao menos isentar de imposto

    Responda
  7. NACIB HETTI

    Brasil é um dos poucos países do mundo onde os remédios são tributados. O cidadão fica velho, tem aposentadoria miserável, paga plano de saúde mais caro, anda com dificuldades e toma muito remédio tributado. E depois de tudo isso é proibido da eutanásia. Para morrer tem que sofrer. Para quem acredita no céu é um consolo.

    Responda
    1. Peter Janos Wechsler

      Na EU os remédios tem em média um IVA de 20 porcento.

  8. Felipe Araújo Braga

    Querem que o povo coma areia. No Brasil acham que pobre não pode andar de avião, não pode estudar, não pode ter carro e não pode comer carne. Miseráveis!

    Responda
  9. Wil Leon

    E a picanha?

    Responda
    1. julio alves

      Para o seu mito, deve continuar barata, pois é paga com o dólar da venda dos bens da União surrupiados pelo camelô

    2. Regina Tavares

      Pergunta pros deputados, maioria é aliada do coiso, essa obra aí é responsabilidade deles, a de Haddad foi totalmente modificada.

    3. Mário Sérgio Mesquita Monsores

      Vc adora essa palavra né ?

  10. Felipe Vasconcelos

    O povo mais simples tem o direito de comer carne, mesmo que seja os tipos mais baratos. Vegano nem é gente

    Responda
  11. noel neves

    Era o momento de deixar os lobistas longe das decisões! A maioria é do partido dos loucos, vulgo PL! E armas continuam taxadas igual a carne!

    Responda
  12. Sérgio Novaes

    Desonerar as carnes pode aumentar o desmatamento das florestas e demais biomas brasileiros. Tem que haver alguma contrapartida por parte do Agro que já vai ter subsídio recorde neste ano. Ademais, a oposição não está preocupada com a cesta básica do trabalhador, mas sim em aumentar o lucro dos produtores de carne.

    Responda
    1. Felipe Araújo Braga

      Vamos taxar a soja?

    2. Antonio Araújo

      O Agro já dá a contrapartida, qual seja, segura a balança comercial brasileira há anos e sustenta boa parte do crescimento do país.

  13. ROBERTO SILVA

    Como sempre, o Pinoquio tem um discurso para o público, enquanto negocia o contrário. O Brasil não tem presidente, tem um salafrario no poder.

    Responda
    1. julio alves

      Na época do seu mito foi mais fácil (des) governar: ele encheu o bolso dos parasitas do Congresso.

    2. João Orlando Santos

      O Brasil tem um congresso nacional que faz o possível e o impossível para que o executivo não consiga realizar os seus intentos. O Brasil tem um congresso nacional tomado pela extrema direita e por evangélicos submissos a vontade do pode financeiro e que não busca atender as necessidades do povo. O Brasil tem um congresso nacional que permite juros subsiados de 4% ao ano ao grande produtor rural e permite que bancos cobrem juros mensais de mais de 10% do consumidor.

  14. Hercilio Silva

    Narrativa, barulho, a carne não faz parte da cesta básica.

    Responda
  15. Pery Pedro

    Mas e a Picanha prometida?

    Responda
    1. Mário Sérgio Mesquita Monsores

      Vcs ja estao comendo. Alias nunca pararam. Diz ai quanto esrava a alcatra ? Se nao sabe vou te dizer. Oitenta o qiilo. Agora ta em vinte e seis. Pes de frango comem suas empregadas ais quais vcs nao deixam comer a comida das suas familias.

    2. Rubens gonçalves

      Deu o aparelho genital masculino. O Lula mentiu e continua mentindo. Carne e cardápio da classe média. Pobre só come pés de frango

    3. ROBSON PEDROZA

      A picanha de bolsonarista foi substituida por uma caixinha de cloroquina.

  16. Valdo Neto

    Isentar os impostos dos cortes de carne de menor valor comercial é a grande chance desse Congresso para melhorar a vida da população mais carente, dando-lhe a oportunidade de equilibrar sua dieta, melhorando sua saúde e o desenvolvimento das crianças.

    Responda
    1. Mário Sérgio Mesquita Monsores

      Que bom q vendam picanha como patinho. No preço ganhariamos. Sujeito nao sabe nem argumentar. Nao seria o contrario ?

    2. Valdo Neto

      Pery, não discordo de você, nossa grande criatividade vai mostrar sua cara com o que estou propondo, mas acredito que a Receita pode ter algum controle, pelo menos na origem da carne, pois não há boi com 20 Kg de picanha. Já no açougue é mais difícil controlar qualquer coisa, inclusive a segurança alimentar do que oferecem.

    3. Pery Pedro

      Inviável. Vão vender Picanha como Patinho. Voc~e sabe o país em que vivemos.

  17. Valdo Neto

    Acho que os parlamentares estão confundindo a picanha e a maminha do churrasco do fim de semana, acessíveis a poucos, com as carnes do cotidiano que satisfazem nossa demanda por proteína. Não é para incluir tudo, apenas as carnes que não vão para o Instagram.

    Responda
  18. Douglas Garcia

    Ou seja, o povo não tem direito a comer carne. Justamente no Brasil onde se tem uma enorme criação de bovinos. Só os políticos mesmo. Que país ridículo.

    Responda
    1. Sam Duart

      Certamente a preocupação maior dos nobres parlamentares é justamente sacrificar mais bovinos. De onde vão tirar votos depois?

    2. geraldo yamassaka

      Uai sô, direitos todos temos, o que não temos é money. Lembra da resposta do minerim ao vendedor americano ? Laicar nois laicamos, o que não have is money...by by picanha prometida, dos finais de semana. Pés/asas de galinha, aqui vamos nós.

    3. julio alves

      O povo tem direito a comer carne sim. Mas os ricaços produtores (exportadores) de carne é que precisam pagar mais impostos.

  19. NACIB HETTI

    Carne e cerveja para a turma do bolsa família deveria ficar no sistema de cashback. Já ajuda na campanha do Lula para a reeleição.

    Responda
    1. julio alves

      Já o orçamento secreto só enriqueceu parlamentares, mas não foi capaz de reeleger seu mito traste.