Comente*

* Apenas para assinantes

coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. LUIZ LEAL

    Não só o governo do Brasil, mas o de todos os países que se pautam pelos direitos humanos deveriam tomar atitudes mais fortes contra o geno cídio de um povo, seja ele qual for. Adolf se deu bem porque os países da Europa e os Estados Unidos se omitiram. Até perceberem que era tarde demais.

    Responda
  2. bagdassar minassian

    ... já foi combinado com o Irã também?

    Responda
  3. Marina Gutierrez

    Folha, publique meus coment√°rios em resposta aos leitores D. Zugman e M. Coen,os mesmos s√£o legitimos e obedecem as regras, portanto n√£o existe motivo para ocult√°-los.

    Responda
    1. Marisa Coan

      Senhora Marina Gutierrez. Viu como escrevi seu nome corretamente? Então, aprenda a escrever os nomes dos outros corretamente também.

  4. João Vergílio

    Como só acompanho a guerra pela FSP, pensei que tivesse acabado.

    Responda
    1. Jacques Toron

      Esta no final

  5. Zelis Pereira S Junqueira P F

    Pede para o Egito. Não deixa ninguém entrar nem crianças

    Responda
  6. Marina Gutierrez

    Not√≠cia alentadora, muito obrigada √†s organiza√ß√Ķes que convidaram esse senhor, entre elas a "Vozes Judaicas para a Liberta√ß√£o"e outras que trabalham em prol dos direitos humanos do povo palstino. Em 2005, 170 organiza√ß√Ķes da sociedade civil palstina emitiram um apelo hist√≥rico √† comunidade internacional com base em a√ß√Ķes nao violentaas, ou seja, boicotes, desinvestimento e san√ß√Ķes (BDS) contra o estado e institui√ß√Ķes c√ļmplices nas suas pol√≠ticas opressivas contra o povo palstino.

    Responda
    1. Jacques Toron

      Enquanto o governo de Gaza n√£o reconhecer Israel e parar com os ataques terroristas n√£o havera paz, Israel tem o direito de se defender

    2. Marisa Coan

      Ent√£o me parece que √© uma situa√ß√£o muito dif√≠cil de ser resolvida porque se os israelenses erram de um lado, o outro lado N√āO quer a paz e vc j√° deveria ter percebido isso h√° d√©cadas porque s√£o terroristas e tratam seu povo como ref√©ns.

    3. Marisa Coan

      Marina, c/o vc responde a tudo e a todos por aqui, deve saber que os dois Estados, o israelense e o palestino foram criados ao mesmo tempo. Os palestinos não aceitaram a criação do Estado judeu ao contrário de Israel que aceitou que assim fosse. Procure saber quem começou a invadir quem, e fique atenta para o que aconteceu no dia da invasão naquele feirado deles. Evidentemente ninguém é a favor do q Israel está fazendo com os civis e isso, até os postes e as baratas underground sabem.

  7. LUIZ LEAL

    Seu texto foi removido porque infringe as regras de uso do site.

    1. Andréa Haddad Gaspar

      Leal, eles se pélam de medo das siglas bedeese, portanto, o caminho é esse.

    2. LUIZ LEAL

      Foi assim na √Āfrica do Sul, cujo re gime de segre ga√ß√£o tamb√©m era apoiado pelos Estados Unidos.

    3. LUIZ LEAL

      ...Por isso os apoiadores do regime sio nista tremem só de ouvir falar na sigla B D S.

  8. Telma Saraiva

    Esse senhor perdeu a viagem, pois o presidente do Brasil cansou de afirmar em alto e bom som que √© contra a aplica√ß√£o de san√ß√Ķes internacionais a pa√≠ses em conflitos e guerras.

    Responda
    1. Telma Saraiva

      Quem poderia ser o atual presidente, que nunca perdeu a oportunidade de dizer que √© contra aplica√ß√£o de san√ß√Ķes.

    2. Marina Gutierrez

      T. Saraiva, qual presidente do Brasil afirmou isso ?

  9. Rosivaldo Amorim Amorim

    O que mais espanta nisso tudo é o argumento de Bibi em achar que vai eliminar o Hamas matando a sociedade civil Palestina.

    Responda
    1. Jacques Toron

      Engano, oestado israelense quer neutralizar os combatentes do hamas, n√£o a sociedade civil

  10. David Zugman

    A quest√£o e saber se os ilustres leitores acham que Israel deve existir ou nao?

    Responda
    1. Marina Gutierrez

      D. Zugman, há uma hora ou mais, enviei uma resposta ao seu comentário mas o jornal não publicou até o momento.

    2. Marina Gutierrez

      D. Zugman, em nenhum momento questiona-se a existência do estado em questão, que tem o direito de existir desde sua criação pela ONU, em 1948. Mas esse direito não inclue manter um regime de ocupação milittar e violação dos direitos humanos do povo palstino, nativos da região.

  11. Mário Sérgio Mesquita Monsores

    Estao confundindo a guerra da russia com a guerra em gaza. Todas as duas ridiculas. Mas sempre existe uma desculpa. O posicionamento da Otan e o ataque aos israelenses em uma festa. Sempre haver√° um pretexto.

    Responda
  12. Andréa Haddad Gaspar

    O genocídio contra o povo palestino é crime contra a humanidade e afeta a todos os indivíduos com alguma humanidade. Aos que não se incomodam com o massacre, desejo uma boa noite de sono e que guardem para si sua desumanidade.

    Responda
    1. Andréa Haddad Gaspar

      Sr. Toron, sabemos bem que sob sua ótica, a palavra genocídio está banalizada porque o povo em questão, vítima dos crimes cometidos, para sua ideologia, nem ao menos merecem alguma empatia.

    2. Jacques Toron

      Apesar de um alto n√ļmero de v√≠timas n√£o se trata de genoc√≠dio, essa palavra esta sendo mal usada e banalizada

  13. Telma Saraiva

    O Brasil j√° tem in√ļmeros problemas e n√£o pode se envolver em guerras alheias. Se fosse o caso de envolver, ele primeiro teria que cortar rela√ß√Ķes comerciais e diplom√°ticas com o czar russo que ontem lan√ßou m√≠sseis sobre um hospital pedi√°trico na Ucr√Ęnia. O governo brasileiro n√£o emitiu sequer uma nota de rep√ļdio ao ato terr oris ta.

    Responda
    1. Telma Saraiva

      Marina Gutierrez, minha resposta foi para VOCÊ. Veja a manchete, que diz o que o Jamal falou: "O governo Lula tem de fazer mais para....". Esse tom dele é bem autoritário.

    2. Marina Gutierrez

      T.Saraiva, seu comentário/resposta a si mesma é, no mínimo, exagerado, o ativista palstino não veio obrigar o governo do Brasil a aderir a essa campanha BDS, mas sim pedir a cooperação com essa forma não violenta de pressionar o governo de Isreael a respeitar as leis internacionais, respeitar os direitos humanos do povo palstino e recuperar o controle dos territórios ocupados ilegalmente.

    3. Telma Saraiva

      Eu tamb√©m acho que ajuda humanit√°ria √© importante, no entanto, o Lula recusou-se a vender ambul√Ęncias para a Ucr√Ęnia que est√° numa guerra assim√©trica com a poderosa R√ļssia e por isso est√° perdendo a guerra. O Jamal veio pra obrigar o Brasil a deixar de comprar insumos pra ind√ļstria t√™xtil, insumos pra ind√ļstria qu√≠mica e fertilizantes e equipamentos militares de Is rael e de vender carnes, soja, etc...O Brasil n√£o pode se prejudicar a esse ponto.

    4. Marina Gutierrez

      O governo do Brasil, como todos os outros, tem o direito e dever de se envolver em quest√Ķes humanitarias em todo o mundo, incluindo o genoc√≠dio do povo palstino. Uma guerra sim√©trica √© entre o a OTAN expansionista e os USA, terceirizada para a Ucr√Ęnia e contra a R√ļssia. A outra "guerra" √© um ataque de duas pot√™ncias militares ( USA&Isreal) contra a popula√ß√£o civil palstina.

    5. LUIZ LEAL

      Seu texto foi removido porque infringe as regras de uso do site.

    6. Telma Saraiva

      Leia-se: envolver-se.

  14. Marisa Coan

    Lule&Janje gostam muito de fazer turismo mundo afora principalmente. Poderiam muito bem ir para estes locais e Lule daria início ao processo de paz por ele acalentado de sentar numa mesa de algum bar e tratar do assunto.

    Responda
    1. Marina Gutierrez

      Marisa Coan, desculpe-me por escrever o seu sobrenome errado.

    2. Marina Gutierrez

      O presidente eleito e sua esposa poderiam ir visitar a Palstina ocupada militarmente e ilegalmente perante a ONU, desde 1967, e constatar pessoalmente como vivem os palstinos da Cisjordania, sujeitos diariamente a crimes contra a humanidade perpetrados pelas forças de ocupação, alem de viver sob a violência dos "colonos" eufemismo da palavra "grileiros" apoiados pelo governo de ISreael. Em Gazxa, no momento não podem ir, pois podem ser eliminados pelos constantes ataques do IDF.

  15. neli faria

    O Brasil, com in√ļmeros problemas, tendo morrido ,em dois mil e vinte e tr√™s, mais Brasileiros do que na √Āsia M√©dia inteira, n√£o tem que se meter em brigas alheias. Repiso-me, quantos Brasileiros morreram nos √ļltimos trinta anos, pela inseguran√ßa p√ļblica e quantos morreram l√°? Com tantos problemas no Brasil abra√ßar problemas alheios? Tem que cuidar do Brasil.

    Responda
  16. Marcos Longaresi Carvalh√£es

    O ativista quer que o apreciador de caldo de cana destilado faça pressão no primeiro ministro Binyamin Netanyahu com relação a guerra e que isso vai ter resultado. Agora me contem a piada do papagaio, essa também é engraçada.

    Responda
  17. Daniel Souza Medeiros

    Quem decide se o Genocídio cessará ou não, se a grilagem da Palestina permanecerá ou não etc etc etc, são as hipócritas potências ocidentais, principalmente o Grande Satã...

    Responda
  18. Antonio Neto

    Quanta tolice! O Brasil não pode fazer nada a respeito. O governo brasileiro deveria falar menos, trabalhar direito e não se envolver no que está longe do seu alcance. O foco deve se concentrar no que está próximos às suas mãos.

    Responda
    1. LUIZ LEAL

      Isso, Antonio, é o que todo apoiador do regime sio nista de ocupação e que pratica geno cídio diz. Quem cala consente. Quem se omite favorece o agressor.

    2. Antonio Neto

      Discordo de voc√™, Marina Gutierrez. Nossas vis√Ķes de geopol√≠tica s√£o diametralmente opostas.

    3. Marina Gutierrez

      O Brasil pode e deve fazer o seu papel no mundo civilizado, isto é, se juntar aos demais países que pedem o fim do genocídio e a libertação do povo palstino. Foi essa mesma atitude " não se pode fazer nada a respeito"por parte de vários países europeus que encorajou o governo alemão continuar sua guerra devastadora depois da invasão da Polonia, e consequentemente originou segunda guerra mundial.

  19. Carlos Eduardo Cunha

    Como todas as guerras, esta terminará quando houver a rendição do derrotado. Quando se inicia uma guerra se deve saber a responsabilidade com seu povo do que se está fazendo. Alemanha, Japão , Iraque, etc. sabem bem disto. O Brasil não deve se meter mais do que já fez.

    Responda
  20. Paolo Valerio Caporuscio

    Pessoa errada para este assunto.

    Responda
  21. Valdemar Basso

    Governo precisa deixar de apoiar e cortar rela√ß√Ķes com esse Putin.

    Responda
  22. Sam Duart

    Os √ļnicos que podem de fato terminar os ataques de Isra el s√£o os americanos. Mas eles pouco se interessam, pois est√£o ganhando rios de dinheiro com esses conflitos no mundo.

    Responda
  23. Anuar Hadaya hadaya

    6 milh√Ķes mandam no mundo ,que tristeza

    Responda
  24. Anuar Hadaya hadaya

    agora sabemos porque teve a 2 guerra mundial .

    Responda